segunda-feira, 29 de outubro de 2012

México e Colômbia exibem documentário sobre García Márquez

O documentário "Hoje começam os próximos 100 anos", dirigido pelo jornalista mexicano Gabriel Santander em homenagem ao escritor Gabriel García Márquez, será exibido, simultaneamente, no México e na Colômbia na noite desta segunda-feira. A projeção da obra integra as atividades de comemoração aos 50 anos do escritor colombiano no México.

De acordo com Santander, o filme tem como objetivo mostrar a união entre García Márquez e o México, seu país de adoção e onde escreveu o famoso livro "Cem anos de solidão".
O diretor do documentário, que conta com depoimentos de colegas e amigos mexicanos de "Gabo", entre os quais o crítico Emmanuel Carballo e os escritores Gonzalo Celorio e Héctor Abad, disse também que o filme surgiu "de uma inquietação mais jornalística do que literária".

Ansa. 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Depois de perder para Chávez, Capriles disputa 2ª eleição em 3 meses

Foto: Governo de Miranda

Governador da província de Miranda, Henrique Capriles Radonski fez a melhor campanha de oposição contra Hugo Chávez desde que o líder da revolução bolivariana assumiu o poder. Unindo partidos de oposição, Capriles chegou a assustar o atual presidente, mas não conseguiu derrotá-lo nas urnas.

Após a campanha, Capriles reassumiu o cargo de governador e agora trabalha pela reeleição. As eleições regionais na Venezuela serão realizadas no dia 16 de dezembro deste ano. Estão em disputa os cargos de governador e legisladores dos parlamentos para o período 2012-2016. 

Preocupado com turismo, Uruguai “abre” o céu


O ministro dos Transportes do Uruguai, Enrique Pintado, disse a Junta Nacional de Aviação Civil resolveu impulsionar a política de livre trânsito no céu do país por tempo indeterminado. O objetivo é assegurar a conectividade aérea do país na alta temporada de turismo.

“Vamos promover (essa medida) com países com os quais temos acordos de livre tráfego no céu e vamos ampliar os acordos que temos com países como o Brasil”, afirmou. Ele disse que, em breve, será realizada uma reunião para aumentar o acordo com o governo brasileiro.

Pintado disse que quer promover o maior número possível de acordos bilaterais de livre tráfego. Sem uma companhia aérea desde a falência da Pluna, o Uruguai está preocupado em atender os turistas que procuram o país na primavera-verão.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

As cidades mais infiéis da Argentina

Foto: La Nación
O site Ashley Madison, especializado em atender homens e mulheres que querem trair seus cônjuges, divulgou um ranking das cidades mais infiéis da Argentina. Segundo os dados, Mar del Plata é a cidade onde mais se trai em todo o país. A segunda colocada é Rosario, seguida por Salta e Bariloche. Buenos Aires é a quinta colocada.

São 16 milhões de pessoas em 24 países cadastradas no site. Só na Argentina, são mais de 100 mil candidatos a infiéis. De acordo com outro ranking, os países com mais membros são Austrália, Estados Unidos, Brasil e Espanha.

Há alguns meses, o mesmo site causou polêmica ao instalar um outdoor no zoológico de Buenos Aires com a imagem da ex-primeira dama Eva Perón e a frase “sem infidelidade você nunca teria conhecido a grande Evita”. Abaixo, estava a sugestão: “A vida é curta, tenha uma aventura”.

Eva Perón nasceu produto de um caso extraconjugal de seu pai. Ele teve 14 filhos com sua esposa e outros cinco, entre eles Evita, com a amante.

"Néstor Kirchner, o filme" estreia dia 17/11


“Néstor Kirchner, o filme” chegará aos cinemas argentinos no mês que vem. E a pré-estreia não poderia ser em um dia mais emblemático: o filme será exibido pela primeira vez no dia 17 de novembro, data que se celebra a Militância Peronista (neste dia, em 1972, Juan Domingo Perón voltou ao país depois de 18 anos no exílio).

Dirigido por Paula de Luque, o filme começou a ser rodado em maio deste ano com recursos colhidos entre a população. Junto com a estreia nos cinemas, será realizada uma grande festa no estádio Luna Park.

Comercialmente, “Néstor Kirchner, o filme” começará a ser exibido no dia 22 de novembro em 120 salas de todo o país.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Chávez libera livro sobre sua vida para download

No site do Ministério da Comunicação do governo da Venezuela, o presidente reeleito Hugo Chávez disponibilizou para download o livro "Cuentos del Arañero", que narra, através de contos, a sua história de vida. A obra, em primeira pessoa, começa nas raízes do presidente em Sabaneta de Barinas.

O texto de divulgação do livro informa que "são muitas as paixões que afloram no discurso de quem marcou a história recente da Venezuela: a família, 'el béisbol', as Forças Armadas, o culto aos próceres, aos heróis  o amor infinito a Venezuela e, sobretudo, as amplas massas excluídas."

Para baixar o livro em pdf, clique aqui.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Os presidentes cantores

A informalidade é uma das principais marcas dos atuais presidentes latinos. Eis algumas demonstrações de afinação, ritmo e conhecimento musical dos líderes.

Começamos com Dilma, dando show de ritmo:

Chávez canta. E isso não é novidade:

Rafael Correa também mostra seus dons vocais:

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Quem ganhou com a vitória de Chávez?


O "ditador" ficará mais seis anos no poder. Hugo Chávez, mais uma vez, foi eleito democraticamente. O povo decidiu que a revolución bolivariana tem que continuar. A vitória foi apertada, mas sem contestações. Dessa vez ninguém colocou em dúvida o sistema eleitoral do país onde o voto não é obrigatório.

O governo Chávez é muito similar ao governo Lula. Os programas sociais recebem atenção especial. Sendo assim, os mais favoridos são os pobres. Logo, quem reelegeu o presidente foi a massa.

No Brasil, o voto de massa geralmente é desvalorizado, apesar de ser maioria. Dizem se tratar de um voto desqualificado e desprovido de avaliação ideológica. Provavelmente, na Venezuela passa o mesmo. E foi esse voto que reelegeu Chávez.

Henrique Capriles, o opositor derrotado, é um representante das camadas que se acham superiores. Apesar de copiar programas sociais brasileiros na província que governa, não conseguiu alcançar a maior parte da massa.

Quem vai ganhar com a vitória de Chávez, além do ego do próprio, é o pobre que depende e seguirá dependendo do governo para (sobre)viver.